I. Textos freudianos

1. “O futuro de uma ilusão”
Semanal, segundas-feiras, 17h.

Não há dúvida de que a ciência em seu avanço produziu progressos que mudaram manifestamente a maneira de viver do homem.

Contudo, como nos lembra Freud neste texto “Embora a humanidade tenha efetuado avanços contínuos em seu controle sobre a natureza, podendo esperar efetuar outros ainda maiores, não é possível estabelecer com certeza que um progresso semelhante tenha sido feito no trato dos assuntos humanos, e provavelmente em todos os períodos, tal como hoje novamente, muitas pessoas se perguntaram se vale realmente a pena defender a pouca civilização que foi assim adquirida.”

Podemos dizer, com Lacan, que no que diz respeito ao progresso lógico da falta, o avanço no trato dos assuntos humanos só é possível pela entrada das leis da lógica do inconsciente.

Coordenação: Gracinda Peccini, Iaci Torres Pádua e Isabel Martins Considera.

2. “Inibição, sintoma e angústia”
Semanal, sextas-feiras, 10h.

Trata-se de um texto crucial pelo modo como Freud trata das questões que emergem de sua prática com a neurose. Inibição, sintoma e angústia, são termos que nos permitirão articular em torno de conceitos fundamentais, como os de pulsão, repetição e transferência, no tratamento analítico e distinguir o ponto da angústia com relação ao trauma em sua relação com as questões do sexo.

Coordenação: Gracinda Peccini e Marilu Guerreiro.

II. Escritos e Seminários de Lacan

1. “Intervenção sobre a transferência”
Semanal, quartas-feiras, 18h15.

Neste ano, vamos ler o Escrito de Lacan, Intervenção sobre a transferência. Nesse Escrito está ressaltada uma série de inversões dialéticas feitas por Freud no caso Dora. Não se trata de um artifício de ordenação de um material e sim, de uma escansão das estruturas em que, para o sujeito a verdade se transmuta. Essa abertura não toca apenas em sua compreensão das coisas, toca especificamente em sua posição como sujeito da qual seus “objetos” são função.

Fazemos aqui um convite aqueles que já estão trabalhando conosco e a outros que possam ter interesse nesse trabalho.

Coordenação: Iaci Torres Pádua e Sonia Damasceno.

2. “Retorno sobre a transferência e presença do analista” – Seminário 11, de Lacan, Os
quatro conceitos fundamentais da psicanálise.
Semanal, sextas-feiras, 11h30.

A presença do analista é o que Lacan situa como suporte da transferência que, estabelecida pelo viés da suposição de saber que lhe é dirigida, permite-lhe, pela operação na transferência, manter certa distância do ponto de falta que o sujeito precisa se reconhecer.

No retorno que Lacan faz sobre a transferência, após a produção do objeto a como irredutível ao campo imaginário, traz para o primeiro plano “um ponto que só é articulável pela relação do desejo ao desejo”, ponto este já situado por Freud como nodal, como eixo ao qual a transferência se liga.

Coordenação: Gracinda Peccini, Maria Auxiliadora Bragança de Oliveira e Marilu Guerreiro.